Aparelhos ortodônticos: o que são, para que servem e quais os tipos mais comuns.

O aparelho ortodôntico (também chamado de aparelho dentário) serve para corrigir a posição dos dentes para fins estéticos e funcionais. Existem vários tipos de aparelhos ortodônticos, dentre eles os aparelhos fixos e os aparelhos removíveis. Os aparelhos removíveis estão mais indicados para pequenas movimentações dentárias e pacientes em fase de crescimento (ortopedia funcional dos maxilares). Já a aparelhagem fixa é mais indicada para pacientes que necessitam de uma maior movimentação dentária, impedindo assim inclinações indesejáveis.

Como ele funciona?

O aparelho fixo movimenta os dentes pela aplicação de uma força leve, sendo essa considerada ideal. Esse aparelho é constituído por: braquete (peça colada no dente), arco (fio metálico que passa pelos braquetes e é o principal responsável pela movimentação dentária – esses podem ter calibres e ligas metálicas diferentes) e ligaduras metálicas ou borrachinhas coloridas (servem para fixar o arco no interior dos braquetes). É importante ressaltar que existem os braquetes autoligantes, os quais dispensam essas ligaduras. Os acessórios (molas e elásticos) e dobras no arco também favorecem a movimentação dentária.

Como sei que preciso usar aparelho? Quais os sinais?

Somente um ortodontista (ou até mesmo um clínico geral) da sua confiança poderá afirmar se existe ou não a necessidade de uso do aparelho ortodôntico e estimar um período mínimo de tratamento para serem feitas as correções. Existem alguns sinais que podem indicar seu uso, tais como dores de cabeça constantes, disfunções na ATM (como estalos, por exemplo), dentes tortos e outros. De qualquer maneira, não deixe de procurar por um profissional qualificado para que ele faça uma correta avaliação.

Por que é preciso utilizá-lo?

  • A função primordial dos aparelhos ortodônticos é a de corrigir o posicionamento dos dentes, alinhando-os de forma correta, favorecendo a estética;
  • Contribui com a parte funcional do paciente, prevenindo problemas oclusais (ao abrir e fechar a boca), pois os maxilares estarão na posição correta;
  • Previne desgaste anormal de alguns dentes;
  • Torna a higiene oral mais eficaz, uma vez que melhora o alinhamento dentário.

 

Quais os tipos de aparelhos mais comuns hoje? Quais são suas principais diferenças?

Entre os aparelhos ortodônticos fixos encontramos:

  • Aparelhos de braquetes metálicos simples com “elásticos”: os mais comuns entre os fixos. Com ligaduras elásticas coloridas. São também os mais acessíveis.
  • Aparelhos estéticos (porcelana) com “elásticos” e braquetes transparentes: similares aos metálicos, mas com contribuição estética. Custo mais alto por esse motivo. Borrachinhas transparentes.
  • Aparelhos de braquetes metálicos autoligantes: dispensam ligaduras elásticas e metálicas ao redor do braquete. São os mais eficazes que existem. Reduzem o tempo de tratamento.
  • Aparelhos de braquetes transparentes (porcelana) autoligantes: alta eficácia e estética, tempo de tratamento reduzido e alto custo.
  • Aparelhos transparentes: moldeiras estéticas. Altíssimo custo.
  • Aparelhos dentários linguais: colocados na parte interna dos dentes. Manutenção mais complexa e altíssimo custo.

Quais os benefícios que eles trazem à vida do paciente?

  • Ganhos estéticos através de dentes bem posicionados e alinhados;
  • Higiene favorecida;
  • Mastigação eficaz = melhor deglutição = digestão melhorada;
  • Prevenção de problemas oclusais;
  • Melhor dicção e na fala em geral;
  • Melhor respiração.

 Fonte: Idmed

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>