Acne X Isotretinoína

O que é acne?

Acne vulgar ou juvenil é uma doença da pele causada pela alteração do folículo pilossebáceo, acometendo principalmente a face e o tronco.

Cerca de 80% dos adolescentes apresentam acne, sendo sua gravidade determinada por fatores genéticos e ambientais.

Nos casos mais graves de acne podem ocorrer cicatrizes e comprometimento da qualidade de vida do jovem.

Como se forma a acne?

A acne ocorre quando um folículo piloso é obstruído por células mortas, constituindo um tampão de queratina e gordura, chamado de “cravo”. O sebo produzido pelas glândulas sebáceas fica acumulado no folículo, causando desenvolvimento bacteriano e inflamação local. Forma-se assim, a “espinha”.

O surgimento da acne depende, portanto, da ocorrência de 4 distúrbios na pele:

1. Formação de microcomedos (cravos): há um excesso de produção de queratina pelas células da pele no folículo piloso, causando a obstrução do orifício folicular e a formação dos comedões ou cravos abertos e fechados;

2. Aumento da secreção de sebo: ocorre por estímulos dos hormônios andrógenos (principalmente a testosterona), levando ao aumento no tamanho e na produção das glândulas sebáceas;

3. Proliferação de bactérias: as bactérias que se localizam no folículo pilossebáceo, principalmente o Propionibacterium acnes, também participam do processo, transformando o sebo em um agente irritante local;

4. Inflamação local: ocorre como resultado da ruptura da parede folicular pelo sebo acumulado e exposição do sebo e das substâncias irritantes à derme.

A acne tem cura?

Felizmente, na maioria dos casos, a acne tem cura espontânea ao final da adolescência.

Porém, a acne é uma doença que causa grande impacto emocional e reduz a autoestima das pessoas. Além disso, quando não tratada corretamente pode deixar cicatrizes/marcas para a vida toda.

Os casos mais leves podem ser tratados com medidas e medicações tópicas específicas. Os casos resistentes e mais graves devem ser tratados com medicações tópicas, antibióticos orais ou retinóides orais.

Nunca realize um tratamento sem procurar um médico dermatologista. Ele está habilitado para realizar o diagnóstico correto e a prescrever a melhor terapia para cada caso.

Dicas de prevenção e tratamento da Acne:

• A limpeza correta com produtos adequados é o primeiro passo para uma pele mais saudável;

• Uma dieta equilibrada e rica em frutas e verduras, assim como a ingestão de água, auxiliam na eliminação de toxinas e hidratação da pele;

• Evite maquiagens pesadas e cosméticos em creme, pois podem piorar a acne. Lembre-se de remover a maquiagem, com produtos suaves, antes de dormir.

Como a isotretinoína age no organismo.

A isotretinoína é um retinóide sistêmico (oral), derivado sintético da vitamina A, eficaz em casos graves de acne e casos não responsivos a tratamentos anteriores. Atua sobre o processo de obstrução de folículo, normalizando esta condição e diminuindo a produção de sebo. Dessa forma, cessam as condições para a proliferação das bactérias. A isotretinoína atua em todos os fatores causadores da acne.

Como usar a isotretinoína oral.                                               

• Durante o uso da isotretinoína oral, poderá ocorrer ressecamento labial e das mucosas nasais e oculares. O uso de protetores labiais emolientes e colírios lubrificantes sob a supervisão médica,  garante melhora satisfatória dos sintomas;

• Nos casos mais graves de acne, pode haver uma piora inicial da acne na primeira semana de uso, mas esta é uma fase transitória do tratamento;

• Realize todos os exames e retornos solicitados pelo seu médico. O seguimento correto das orientações levará ao melhor resultado com menores riscos de efeitos colaterais;

• A isotretinoína é sensível à luz, ao oxigênio e à umidade e , portanto, deve ser conservada ao abrigo da luz  do calor;

• Não existe relação casual comprovada entre o medicamento e a depressão. Pessoas com acne grave possuem maior tendência a desenvolver ansiedade e depressão.

Dicas para o uso seguro da isotretinoína oral:

• Mulheres com risco de gravidez não devem utilizar a isotretinoína oral, pois provoca malformações no feto. A utilização correta de métodos anticoncepcionais a partir de 1 mês antes do início do tratamento até 1 mês após seu término é imprescindível para sua segurança. É fundamental utilizar dois métodos contraceptivos, um hormonal (anticoncepcional) e outro de barreira (camisinha), para evitar a gravidez durante este período. Mulheres em lactação não devem ingerir o medicamento;

No caso dos homens, não há problema, pois a isotretinoína não altera a espermatogênese;

•Procure não utilizar bebidas alcoólicas ou polivitamínicos durante o tratamento;

• É aconselhável evitar a realização de exercícios físicos extenuantes, pelo risco de lesão muscular;

• Se eventualmente, esquecer de tomar um dia o medicamento, no dia seguinte tome a dose habitual recomendada pelo seu dermatologista;

• É contraindicada a doação de sangue de pacientes em tratamento ou que foram recentemente tratados (até um mês após seu término) com isotretinóina oral;

• Evite fazer depilação com cera durante o tratamento, pois sua pele estará mais ressecada e sensível, podendo ficar irritada;

• Converse com seu dermatologista. Ele é seu aliado no combate à acne.

Cuidados durante o tratamento com isotretinoína.

• Evite o uso de produtos abrasivos de limpeza pelo risco de irritações da pele. Utilize produtos suaves e calmantes;

• Procedimentos estéticos como lasers, peelings, dermabrasão, assim como depilação com cera devem ser evitados até 6 meses após o tratamento, pelo risco de cicatrizantes;

• Continue com a higiene normal (lavar o rosto com um sabonete indicado pelo seu dermatologista);

• Utilize sempre o protetor solar indicado pelo seu médico. A correta proteção evita a sensibilização da pele pelo sol.


Tudo o que você precisa para sua saúde e bem-estar!

Mais de 20 mil itens com os melhores preços do mercado!

Cadastre-se e receba um cupom de desconto em seu e-mail.

Posts Similares