O que fazer para acabar com o colesterol alto? Os melhores alimentos e dicas para acabar com o LDL

0
260
colesterol alto

O colesterol alto é uma condição de saúde que afeta milhares de brasileiros todos os anos, e tem ligação especialmente com a alimentação e quantidade de gorduras que são ingeridas. Mas você sabe como acabar com o colesterol alto?

Apesar de ser benéfico para a saúde e fazer parte dos processos essenciais do nosso organismo, quando em excesso o colesterol pode acarretar problemas de saúde graves como infarto e AVC, já que o acúmulo de gordura na corrente sanguínea contribui para o entupimento das artérias.

Para que você aprenda a baixar o colesterol alto, separamos dicas do que você pode fazer para diminuir as taxas de gordura no sangue. Veja a seguir!

O que fazer para acabar com o colesterol alto?

Leia o rótulo dos alimentos

Um erro muito comum de grande parte das pessoas é comprar produtos industrializados como pães, torradas e iogurtes e não ler o rótulo. Isso porque é a partir das informações nas embalagens dos produtos que você consegue saber todos os ingredientes usados.

Cupom de Desconto Farmadelivery
é muito importante buscar nos rótulos informações sobre as gorduras dos alimentos industrializados
é muito importante buscar nos rótulos informações sobre as gorduras dos alimentos industrializados

Além disso, lendo o rótulo você ainda descobre qual o peso da porção e a quantidade de gorduras e açúcares que uma porção contém.

Mesmo que um alimento industrializado não seja rico em gorduras trans, ele ainda pode aumentar o colesterol por causar uma reação adversa aos conservantes, melhoradores de farinha, saborizantes e aromatizantes. Isso acontece porque muitas dessas substâncias que não têm valor nutricional são derivados de matérias como carvão e até petróleo.

Ou seja, quanto mais ingredientes com nomes estranhos e que você não conhece você ver em um rótulo, mais nocivo aquele produto pode ser para a sua saúde.

Escolha sempre consumir frutas e vegetais frescos

Frutas, grãos, vegetais e hortaliças são a base de uma alimentação saudável com baixo teor de colesterol e baixa quantidade de gordura. Sabendo disso, você deve priorizar sempre o consumo desses alimentos e evitar ao máximo adicionar frituras e óleos em sua alimentação, a menos que esses óleos sejam o do coco ou azeite, que são opções bastante saudáveis para quem deseja baixar o colesterol.

Isso porque esses tipos de óleos estimulam a produção de HDL, o chamado colesterol bom, que age nas artérias limpando o excesso de LDL, o colesterol ruim.

Leia também O que é o colesterol bom?

Alguns alimentos que podem lhe ajudar a baixar o colesterol são:

Peixes

Os peixes são ricos em ômega 3, uma gordura saudável encontrada no salmão, truta e atum. Essa gordura não somente ajuda na diminuição do colesterol ruim, como também baixa os níveis de triglicerídeos do sangue, deixando-o mais fluido.

Aveia

A aveia é rica em fibras solúveis e insolúveis, especialmente a chamada betaglucana, uma espécie de fibra que retarda o esvaziamento gástrico proporcionando uma sensação de saciedade maior e melhorando a circulação sanguínea. Além disso, a fibra ainda controla a glicemia no sangue e inibe a absorção do colesterol quando consumida regularmente.

Oleaginosas

As castanhas e nozes são ricas em antioxidantes que previnem o envelhecimento celular e desenvolvimento de doenças cardíacas, além de serem ricas em arginina, uma substância que atua como vasodilatador dentro do organismo.

o amendoim é rico em gordura boa que ajuda a limpar as artérias
o amendoim é rico em gordura boa que ajuda a limpar as artérias

Junto a isso, as gorduras presentes nesses alimentos são consideradas gorduras saudáveis, que auxiliam a controlar os níveis de LDL.

Chocolate amargo

Apesar do chocolate ao leite ser prejudicial para a saúde, o chocolate amargo com concentrações altas em cacau e baixas em gordura saturada é rico em flavonóides, substâncias que agem diminuindo o LDL.

Vale lembrar que, entende-se como chocolate amargo aqueles que possuem concentrações acima de 80% de cacau, já que abaixo disso as quantidades de gorduras e açúcares podem ser prejudiciais à saúde.

Azeite

Fonte de ácido oleico, o azeite protege o organismo contra doenças cardiovasculares e regula das taxas de colesterol, além de controlar a diabetes tipo 2 por agir diretamente nos níveis de glicemia.

Em conjunto, o azeite ainda é rico em vitamina E e antioxidantes, agindo para evitar o desenvolvimento de doenças relacionadas ao coração.

Alcachofra

Apesar de ser pouco consumida especialmente no Brasil, a alcachofra é um alimento rico em fibras resistentes à ação de algumas enzimas, o que ajuda na diminuição dos níveis de triglicérides e colesterol no sangue.

Além disso, o alimento ainda age diminuindo as chances de desenvolvimento de diabetes e obesidade.

Laranja

A laranja é um alimento rico em vitamina C e um potente antioxidante natural, que agem diminuindo os níveis de LDL no organismo por limitar a absorção do colesterol no intestino.

a laranja é rica em antioxidantes que auxilia a diminuir o colesterol do organismo
a laranja é rica em antioxidantes que auxilia a diminuir o colesterol do organismo

Porém, não é indicado tomar o suco de laranja todos os dias, já que ele é rico em frutose, açúcar natural das frutas. O recomendado é que o paciente coma uma laranja após as refeições como sobremesa para ajudar na metabolização das gorduras no organismo.

Linhaça

Rica em ômega 3, uma gordura saudável, a linhaça tem sido bastante usada para quem deseja diminuir o colesterol ruim do organismo e evitar a formação de coágulos.

Vale lembrar que as ações da linhaça são potencializadas quando a semente é triturada, já que sua casca apresenta resistência ao suco gástrico do estômago.

Vinho

Apesar do álcool ser prejudicial à saúde e aumentar o colesterol no sangue, uma dose pequena por dia de vinho ajuda a elevar os níveis de HDL no organismo em até 12%, já que a uva é rica em flavonóides, um antioxidante natural com ação vasodilatadora e anticoagulante.

Açaí

Embora a fruta seja rica em gorduras, o açaí conta com gorduras benéficas que diminuem o LDL e aumentam o HDL. Com isso, os níveis de gordura ruim acabam ficando menores no organismo.

Só é necessário ficar atento às calorias da fruta, e evitar colocar coberturas calóricas e ricas em gorduras hidrogenadas como leite condensado e chocolate ao leite.

Reduza os açúcares da dieta

Bolos, tortas e sorvetes são exemplos de alimentos ricos em açúcares que também são ricos em gordura. E diferente do que muitos acreditam, uma parte do açúcar que ingerimos em sobremesas e até em sucos naturais acaba virando gordura depois de metabolizado. Como consequência, os níveis de colesterol tendem a aumentar.

De acordo com a OMS, o consumo de açúcares de uma dieta saudável deve equivaler a, no máximo, 5% da quantidade de calorias da alimentação feita naquele dia. Isso inclui os açúcares de mesa, sacarose, xarope de milho e até mesmo os que vêm dos sucos de frutas concentrados que não recebem adição de açúcares.

Consuma menos carnes vermelhas

As carnes vermelhas são naturalmente ricas em colesterol LDL, incluindo também as carnes de porco. O seu consumo frequente e em excesso acaba fazendo com que o colesterol ruim aumente na corrente sanguínea, aumentando também as chances de obstrução das artérias. 

a carne vermelha é rica em gordura saturada e deve ser consumida com moderação
a carne vermelha é rica em gordura saturada e deve ser consumida com moderação

A recomendação é optar por carnes brancas, que tendem a ter menos gordura, como nos casos dos peixes e do frango.

Entretanto, apesar de ser uma proteína com um índice de gordura menor, o frango não deve ser consumido com a pele, e toda a gordura visível deve ser removida.

Pratique atividades físicas

As atividades físicas são essenciais para quem deseja acabar com o colesterol alto, já que diminui a pressão exercida nas artérias e diminui o estresse. Além disso, ainda impacta diretamente na produção de gordura e no acúmulo de lipídios nas artérias por aumentar a produção natural de HDL.

Procure um médico e use os medicamentos indicados

Muitas pessoas que sofrem com o colesterol alto deixam de visitar um médico para avaliar o quadro e convivem com a condição por muitos anos sem tratamento. E embora muitas pessoas consigam baixar os níveis de gordura no sangue apenas com mudanças de hábitos e alimentação, alguns pacientes precisam de medicamentos receitados por um especialista para atingir níveis normais de colesterol no organismo.

Afinal, deixar de tratar o colesterol alto contribui para quadros de AVC e infarto.

Alguns dos medicamentos mais usados para isso são:

Estatinas

As estatinas como Lovastatina, pravastatina, sinvastatina e fluvastatina agem interrompendo a ação de uma enzima que produz o colesterol. Esses medicamentos são usados com mais frequência em pacientes que sofrem com níveis mais altos de colesterol, especialmente combinado com outros medicamentos.

Ezetimiba

Já esse medicamento é usado para reduzir a quantidade que o corpo absorve de colesterol, e pode ser combinado com uma estatina para que a redução de LDL seja mais eficaz.

Ácido biliar

O ácido biliar atua como uma espécie de detergente para as gorduras, ajudando as enzimas a digerir os lipídios e eliminá-los pelas fezes. Apesar de ser produzida pelo fígado naturalmente, essas quantidades não são o suficiente para baixar o colesterol do paciente com níveis muito altos, e muitas vezes são suplementados.

Ácido nicotínico

Chamado também de vitamina B3, o nutriente atua melhorando os níveis de todas as gorduras no organismo, desde o colesterol total, como também o LDL, HDL e triglicerídeos.

Fibratos

Por reduzir os triglicerídeos do corpo, os fibratos aumentam os níveis do colesterol bom, o que consequentemente reduz os níveis de LDL nas artérias.

os fibratos ajudam a eliminar a gordura em excesso nas artérias
os fibratos ajudam a eliminar a gordura em excesso nas artérias

Depois de ver o que fazer para acabar com o colesterol alto, não deixe de usar nossas dicas e incluir os alimentos que auxiliam na limpeza das artérias em sua dieta. Além disso, consulte sempre um especialista para ficar em dia com os exames e evitar que os níveis de colesterol ruim aumentem.

Colesterol e Trigliceres é coisa séria

Tanto o colesterol quanto o trigliceres são doenças sérias, que podem ser tratadas mas precisam de atenção.

Em grandes quantidades, ambos representam perigo para a saúde, especialmente na parte cardiovascular, pois provocam um acúmulo de gordura nas paredes das artérias, levando a possíveis complicações graves que vão desde esteatose hepática, pancreatite até infarto e o derrame cerebral (AVC).

Se você precisar e tiver recomendação médica, a Farmadelivery lhe auxilia oferecendo os melhores preços de remédios para colesterol e trigliceris, confira!