10 dicas para melhorar sua imunidade

0
810

Novas e velhas doenças estão sempre surgindo para tentar nos derrubar de cama, lutando para vencer nosso sistema imunológico e tentando destruir nossa imunidade contra elas.

Por isso é importante mantermos sempre certos hábitos, para assim conseguir dar ao nosso organismo tudo que ele precisa para produzir as ferramentas necessárias para impedir que agentes que tentem nos fazer mal alcancem seus objetivos.

Para saber um pouco mais sobre como fazer isso da melhor forma e o mais rápido possível separamos dez dicas para aumentar nossa imunidade e manter ela sempre pronta para nos proteger.

1- Alimente-se bem

Não tem dica melhor e também mais verdadeira para se manter saudável do que se alimentar direito. É através da alimentação que somos capazes de fazer com que nosso corpo continue funcionando corretamente e produza aquilo que precisa para se desenvolver bem.

Cupom de Desconto Farmadelivery
Tenha uma alimentação saudável e equilibrada

Do crescimento das unhas aos anticorpos contra doenças, tudo acaba sendo afetado pelo fato de você ter ou não uma alimentação saudável e equilibrada. Para isso existem certos alimentos que são importantes sempre se manter na dieta, enquanto outros o mais recomendado é mandar para longe.

Entre os que devemos sempre manter por perto estão os ricos em:

  • Zinco: Dos minerais mais importantes para manter a imunidade em alta o zinco está no topo delas! Ele pode ser encontrado em alimentos como: carne vermelha, ostras, cogumelos, grãos integrais, peixe, peru, camarão, gérmen de trigo e frutos secos (como castanha do Pará, amendoim e castanha).
  • Cálcio: Outro mineral também de extrema importância e que pode ser encontrado no leite e seus derivados, vegetais e folhas verde escuras, soja, feijão branco, gergelim, e brócolis.
  • Ômega-3: Alguns alimentos que são ricos em ômega-3 são o óleo vegetal, salmão, sementes de chia, sardinha, linhaça e nozes.
  • Vitaminas: Vitamina A, C, E são apenas algumas delas e todas são importantes e possuem seu papel para manter o bom funcionamento do nosso corpo, inclusive da nossa imunidade. Alguns exemplos de alimentos que contém a vitamina A são os tomates, ovos, cenoura, abacate e manga. Já a vitamina C pode ser encontrada na laranja, melão, mamão e melancia. Por último, mas não menos importante, a vitamina E está presente em alimentos como sementes de girassol, amêndoas, azeite de oliva, nozes e avelã.

Se são muitos os alimentos que devemos manter presentes no nosso cotidiano também existem aqueles que devemos evitar se queremos manter nossa imunidade em dia. Entre eles estão produtos industrializados e processados, como refrigerantes, embutidos, biscoitos recheados e salgadinhos

2- Durma bem

Durante as horas de sono nosso corpo não apenas descansa, mas também regenera e regula suas funções. Essa é uma das condições para que nosso sistema imunológico consiga se manter em alerta e recuperar suas energias para conseguir fazer o que precisa.

Dormir menos do que deveria e dormir mal faz com que o seu nível de cortisol aumente, o que fará com que a defesa do seu sistema imune acabe diminuindo. Por isso é preciso manter uma rotina de sono de sete a nove horas. Para isso é sempre recomendável desligar os aparelhos eletrônicos, deixar o ambiente escuro e ter refeições leves antes de se deitar.

3- Pratique exercícios físicos

Ser sedentário é um dos maiores inimigos da saúde e, consequentemente, da imunidade. Além disso, praticar atividades físicas também ajuda na produção do Linfócito T, que é um dos componentes produzidos pelo nosso corpo para fortalecer nossa imunidade.

É também movimentando o corpo que iremos manter um controle melhor do peso corporal, condicionamento físico e capacidade cardiovascular.

Pratique exercícios físicos

O estresse e a ansiedade, que são dois dos fatores emocionais que mais prejudicam nossa imunidade, também são problemas que podem ser melhor controlados através do exercício físico.

Um corpo em movimento ajuda a produzir os elementos relevantes para que a imunidade funcione e funcione bem, tanto através do corpo quanto através da mente.

4- Se afaste do estresse

Em um mundo onde o tempo se tornou dinheiro e a correria se tornou constante os níveis de estresse da população não param de crescer. Não à toa essa mesma população vem ficando cada vez mais e mais doente, já que o estresse está diretamente ligado a queda da imunidade.

Para evitar que esse inimigo te pegue de jeito é bom manter melhores hábitos na vida cotidiana. Além de uma boa alimentação e boas noites de sono, também é possível diminuir o estresse ao ter um hobby, ou alguma atividade que lhe traga prazer ou diversão; sempre planejar momentos para aproveitar a companhia da família e dos amigos; usar técnicas de meditação, relaxamento e para se acalmar durante o dia e evitar guardar sentimentos ruins, como rancor e raiva.

5- Dizer oi ao sol todos os dias

O sol é um dos responsáveis por nos ajudar a sintetizar a vitamina D e também energizar as células T do organismo, que são as responsáveis por eliminar os patógenos. Esses dois fatos auxiliam para que ficar ao sol por cerca de quinze minutos todos os dias seja uma excelente ferramenta para fortalecer o sistema imunológico.

Tome sol pelo menos uma vez ao dia

Mas para isso é preciso alguns cuidados. Quinze minutos de sol diariamente e sem proteção são necessários ao corpo, mas mais que isso pode acabar se tornando perigoso para a saúde da nossa pele.

Além disso, é importante ficar de olho no horário que fazemos isso, sendo antes das 8h da manhã e depois das 16h da tarde o melhor horário para dizer um olá a nossa grande estrela chamada sol.

6- Não descuide da carteira de vacinação

Existem duas formas de se tornar imune a uma doença: você a pegando de forma natural e seu corpo lutando contra ela, criando novos anticorpos que, mais tarde, caso adoeça da mesma coisa, irão ser usados; ou através da imunidade adquirida.

Quando seu corpo contrai uma doença nova e que nunca teve qualquer contato isso representa um risco a sua saúde que pode, até mesmo, acabar o levando a morte. Por isso, existem diversas vacinas que servem para preparar nosso sistema imunológico contra as doenças já conhecidas e mais transmissíveis, fazendo com que o risco quando e se a contrairmos seja menor.

Vacina contra coronavírus
Vacine-se

Ao ser vacinado você vai receber uma pequena porcentagem do vírus que causa a doença, que serve para fazer seu corpo ativar o sistema imunológico que vai criar anticorpos e combater esse invasor. Assim, quando você acabar contraindo o mesmo vírus novamente, seu corpo já estará preparado para destruí-lo sem maiores dificuldades.

Doenças que já são comuns no imaginário popular como gripe, catapora, caxumba, hepatite A e B e influenza possuem uma porcentagem muito menor de mortes do que quando surgiram exatamente porque tomamos vacinas para preparar nosso sistema imunológico contra elas.

Ao se negar a tomar essas vacinas você deixa seu organismo desprotegido e as chances da sua imunidade não ser capaz de eliminar o vírus dessas doenças, que podem ser extremamente agressivos, crescem. Sendo assim, doenças que poderiam significar um perigo pequeno acabam sendo capazes de matar facilmente.

Por isso é de extrema importância estar sempre atento às vacinas, especialmente em bebês, crianças, gestantes e idosos, que são grupos de risco ao serem infectados com doenças que seus corpos ainda não estejam acostumados.

7- Não exagere nas medicações

O uso excessivo de remédios pode acabar prejudicando sua imunidade, tirando dela parte da eficiência, diminuindo a produção do seu corpo das células necessárias ao seu sistema imunológico ou fazendo com que seu corpo crie mais resistência às bactérias que o invadem.

Por isso é importante que se tome cuidado com o quanto consome de medicamentos, especialmente se eles não são receitados por um médico. Existem diversos casos em que é necessário aos pacientes o consumo de uma grande dose de remédios constantes.

Mas, também existem pessoas que adquirem o costume de se automedicar e acabam consumindo bem mais do que deveriam ou poderiam tomar. Nesses casos é extremamente importantes se que evite esse hábito, que pode, entre outras coisas, danificar sua imunidade.

8- Não fumar

Em 2018, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), ainda existiam 22 milhões de fumantes no mundo, sendo que cerca de 17,9 milhões deles fumam todos os dias.

Não fume

Não são poucas as pesquisas que comprovam que o cigarro prejudica o organismo em uma série de coisas. Entre elas ajudando a danificar o sistema imunológico de fumantes, fazendo assim com que eles adoeçam mais facilmente e mais vezes que os não fumantes.

Além disso, o uso de cigarro prejudica também aqueles que não fumam, mas estão próximo a quem o faz. A fumaça do cigarro é prejudicial a qualquer um que a inale e para isso a pessoa nem precisa ser quem o segura. Estar ao lado já é o bastante para sofrer as consequências.

9- Beber água

O corpo humano é composto de mais ou menos 70% a 75% de água. Ou seja, tem muita coisa pra repor diariamente e é importante estar se mantendo sempre hidratado. A água que ingerimos ajuda na renovação celular, lubrifica as vias aéreas e ainda ajuda a evitar que infecções e alergias atinjam nosso corpo.

Mais um item na listinha caso sua imunidade seja uma preocupação. Tente beber todos os dias no mínimo dois litros de água, sendo que se ela for mineral direto da garrafinha ou do filtro é melhor ainda! Sem chances das bactérias vindas pela água da torneira acabar te pegando.

10- Evite excessos, sejam de que tipo for

O pior inimigo da saúde é o exagero. Seja na bebida, na comida, nos remédios e até mesmo na água.

É importante que todos busquemos um equilíbrio e bons hábitos diários, priorizando as bases de um corpo saudável e que ajude a manter nossa imunidade sempre lá no alto.