|

Deficiência de vitamina A

A vitamina A participa no crescimento e diferenciação celular, resposta imune e possui importante papel no processo da visão.

A deficiencia dessa vitamina no organismo pode provocar uma doença conhecida como cegueira noturna,  cegueira permanente, o endurecimento dos revestimentos dos pulmões, intestino e do trato urinário, além de aumentar da susceptibilidade da pele às infecções.

O Retinol (vitamina A) é encontrado principalmente no óleo de fígado de peixe, gema do ovo, manteiga e natas, enquanto que os vegetais de folha verde e os amarelos contêm carotenóides, como o betacaroteno, o qual se converte lentamente em vitamina A no organismo.

A DVA constitui um problema grave de saúde, com alta incidência em regiões como a Ásia, África e América Latina, sendo que o Brasil foi classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela OPAS como área de carência sub-clínica grave. Subestima-se o número de casos de carência sub-clínica dessa vitamina inclusive em países desenvolvidos, como os Estados Unidos, onde a ingestão inadequada de retinol e carotenóides é o principal fator etiológico.

Acomete mais de 124 milhões de crianças, causando de 1 a 2 milhões de mortes anualmente entre 1 a 4 anos de idade e é considerada a principal causa de cegueira infantil no mundo.

Fatores de risco:

•  Desnutrição ou carência alimentar,

•  Síndrome de má absorção,

•  Ingestão excessiva de alcool,

•  Uso de laxantes à base de óleo mineral,

•  Bebês que não passam pelo período de amamentação correm sérios riscos de desenvolver DVA,

•  Doença celíaca,

•  Fibrose cística,

•  Icterícia obstrutiva,

•  Cirrose,

•  Giardíase.

Sinais e Sintomas:

•  Cegueira noturna,

•  Gripes e resfriados constantes,

•  Acne,

•  Boca e pele seca,

•  Unhas rígidas, que se descamam facilmente,

•  Falta de apetite,

•  Cefaléia,

•  Dor nos olhos,

•  Cabelos sem brilho,

•  Diminuição da fertilidade,

•  Perda do olfato.

O diagnóstico é realizado pelo médico através do historico e pelos achados clínicos, após exame físico, podendo ser solicitado exames complementares como a medição dos níveis séricos de retinol.

SAIBA MAIS:

A deficiência de vitamina A é frequente em zonas como o Sudeste asiático, onde o arroz sem casca, que carece de vitamina A, é a principal fonte de alimentação.

Seus efeitos são observados principalmente em crianças em idade escolar, associada a outras deficiências nutricionais.

Primeiro sintoma da deficiência de vitamina A é a cegueira noturna.

O agravamento do quadro pode reverter em prejuízo parcial ou total da visão.

Algumas pessoas têm uma anemia leve.

Na DVA os valores desta no sangue diminuem até menos de 15 microgramas por 100 ml, o valor normal é de 20 a 50.

Alimentação saudável e equilibrada é essencial para a saúde.

Fontes de vitamina A: Fígado, Cenoura, Batata doce, Manteiga, Espinafre, Abóbora, Melão, Ovos, Damasco, Papaia, Manga, Brócolis, Ervilha, entre outros.

A deficiência de vitamina A tem diagnóstico precoce difícil.

A cirurgia do intestino ou do pâncreas pode desencadear a hipovitaminose.

Casos de deficiência nutricional primária de vitamina A são raros no ocidente

O tratamento para a carência de vitamina A e alívio dos sintomas baseia-se na administração de suplementação vitamínica e a prevenção se faz com uma alimentação variada, procure um médico.


Tudo o que você precisa para sua saúde e bem-estar!

Mais de 20 mil itens com os melhores preços do mercado!

Cadastre-se e receba um cupom de desconto em seu e-mail.

Stories para você

Alimentos para imunidade: O que comer para fortalecer a saúde?
Alimentos para imunidade: O que comer para fortalecer a saúde?
Quais os tipos de catarro e o que eles podem indicar?
Quais os tipos de catarro e o que eles podem indicar?
Frio e saúde: 5 Dicas de cuidados devemos tomar
Frio e saúde: 5 Dicas de cuidados devemos tomar
Baixa Imunidade: 6 Sintomas para ficar atento com a saúde!
Baixa Imunidade: 6 Sintomas para ficar atento com a saúde!

Posts Similares