formas eficazes de prevenir a dengue
|

As formas mais eficazes de prevenir a dengue

Atualmente, a dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo todo. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a estimativa é de que entre 50 a 100 milhões de pessoas sejam infectadas anualmente com a dengue, em mais de 100 países.

Ao todo, são mais de 550 mil doentes que precisam de hospitalização e 20 mil que morrem em consequência da doença. Para combater esses números, é preciso usar medidas para prevenir a dengue diariamente.

Apesar de inicialmente parecer pouco agressiva, a dengue pode evoluir para uma dengue hemorrágica e síndrome do choque da dengue. Ambas doenças caracterizadas por sangramentos e queda da pressão arterial, levando ao risco de morte.

Isso quer dizer que, diferente do que muitos podem pensar, a dengue não se trata apenas de uma gripe mais agressiva que pode ser tratada facilmente. A dengue é um problema que precisa ser evitado e requer muito mais atenção não somente de moradores, mas também das autoridades.

confira no artigo a seguir quais as formas mais eficazes de prevenir a dengue

No artigo de hoje separamos algumas informações importantes sobre a doença e listamos quais são as formas mais eficazes de prevenir a dengue. Confira a seguir.

O que é a dengue?

O vírus da dengue é um arbovírus, o que quer dizer que é um vírus transmitido por picadas de insetos. Atualmente, existem quatro tipos diferentes de vírus de dengue, sendo ele os sorotipos 1, 2, 3 e 4.

Embora cada pessoa possa ter os 4 sorotipos da doença durante a vida, a infecção por um sorotipo gera uma imunidade permanente para aquele tipo específico.

O transmissor do vírus é o mosquito Aedes aegypti que se prolifera em locais que contém uma certa quantidade de água parada. Isso explica porque o período do ano com maior transmissão de dengue são os meses mais chuvosos.

o mosquito trasmissor da dengue é o Aedes aegypti, que se assemelha bastante a um pernilongo
o mosquito trasmissor da dengue é o Aedes aegypti, que se assemelha bastante a um pernilongo

No entanto, é importante manter a higiene e evitar o acúmulo de água diariamente, já que os ovos do mosquito podem sobreviver até um ano para encontrar as melhores condições para o seu desenvolvimento.

Embora todas as faixas etárias sejam igualmente suscetíveis à dengue, os idosos ainda têm um risco maior de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte. 

O risco de gravidade e óbito aumentam quando o indivíduo tem doenças crônicas como hipertensão e diabetes, mesmo tratadas.

Quais são os sintomas da dengue?

Os principais sintomas da dengue são:

  • mal estar;
  • febre alta maior do que 38.5ºC;
  • dor ao mover os olhos;
  • dores musculares intensas;
  • dor de cabeça;
  • falta de apetite;
  • manchas vermelhas pelo corpo.

Alguns casos podem ser assintomáticos (sem sintomas), com sintomas leves e variam até sintomas mais graves. No geral, a primeira manifestação de dengue é a febre alta de início repentino, que pode durar entre 2 e 7 dias e vem acompanhada de dores no corpo e articulações e também dores de cabeça.

a primeira manifestação de dengue costuma ser a febre alta repentina
a primeira manifestação de dengue costuma ser a febre alta repentina

Porém, na fase inicial febril da doença é mais difícil conseguir diferenciá-la. Os sinais de alerta para dengue grave são:

  • dor abdominal intensa e contínua;
  • dor à palpação do abdômen;
  • vômitos persistentes;
  • queda repentina de plaquetas;
  • sangramento de mucosas e outras hemorragias.

Ao surgimento de um desses sintomas é importante procurar um serviço de saúde imediatamente para diagnosticar e tratar a doença de forma adequada.

A dengue tem cura?

Na maioria dos pacientes, a dengue tem cura espontânea depois de 10 dias. No entanto, existem alguns casos mais complicados.

Entre eles está o choque hemorrágico, que é caracterizado quando o indivíduo perde uma média de 1 litro de sangue, fazendo o coração perder a capacidade de bombeamento, o que pode levar a problemas graves em diversos órgãos.

Como a dengue é transmitida?

Após a fêmea do mosquito Aedes aegypti picar uma pessoa infectada com um dos quatro sorotipos do vírus, ela passa a ser transmissora do vírus e pode infectar outras pessoas com sua picada. Também existem casos de transmissão por transfusão de sangue, embora sejam mais raros.

embora a dengue não seja transmitida de mãe para filho dentro do útero, a dengue pode causar algumas complicações na gestação
embora a dengue não seja transmitida de mãe para filho dentro do útero, a dengue pode causar algumas complicações na gestação

Nos casos de mulheres grávidas, não há perigo de transmissão da mãe para o feto, mas a doença pode levar a complicações na gravidez como parto prematuro e até mesmo aborto. Além disso, as gestantes são mais propensas a desenvolver quadro grave da doença, que pode levar à morte.

Já em pacientes vulneráveis como idosos com mais de 65 anos e crianças, o vírus da dengue pode acabar interagindo com outras doenças pré-existentes, levando ao quadro grave e até mesmo gerando complicações nas condições clínicas de saúde desses indivíduos.

Vale lembrar, porém, que a doença não é transmitida de pessoa para pessoa, e não provoca sequelas quando tratada corretamente.

Como o diagnóstico da dengue é feito?

O diagnóstico da doença é clínico e realizado por um médico por meio de exames laboratoriais de sorologia, isolamento viral, biologia molecular, ou confirmando com teste rápido usado para triagem.

Como é tratamento da dengue?

Na realidade, não existe um tratamento específico para a doença. Nos casos de suspeitas, é importante procurar um profissional da saúde para realizar o diagnóstico correto e evitar se automedicar com qualquer remédio, inclusive os de gripes e dores de cabeça.

Isso porque, alguns medicamentos específicos podem piorar o quadro da doença causando hemorragias e sangramentos internos.

O tratamento da dengue é feito apenas para aliviar os sintomas, sendo indicado:

  • fazer repouso;
  • ingerir bastante água;
  • ingerir apenas medicamentos prescritos pelo médico.

Quais são as formas mais eficazes de prevenir a dengue?

Prevenir a dengue é indispensável para garantir a saúde não somente dos familiares, mas de toda a população, haja visto que o mosquito pode acabar infectando várias pessoas.

Por isso, os habitantes das cidades e também as autoridades devem tomar providências que ajudem a combater ao mosquito, evitando assim o aumento dos casos de dengue.

Evite o acúmulo de água para prevenir a dengue

Apesar de ser um tópico muito discutido quando falamos em prevenir a dengue, muitas pessoas não sabem que qualquer água parada pode ser propícia para a reprodução do mosquito Aedes aegypti. Isso porque a água não precisa ser necessariamente potável para que a fêmea coloque os ovos.

o acúmulo de água, até mesmo em poças, pode criar um ambiente perfeito para  a proliferação do mosquito transmissor da dengue
o acúmulo de água, até mesmo em poças, pode criar um ambiente perfeito para a proliferação do mosquito transmissor da dengue

É importante jogar fora pneus velhos, virar garrafas com a boca para baixo, encher o prato dos vasos de areia e realizar a drenagem do terreno nos quintais que são propensos à formação de poças.

Além disso, deve-se lavar as vasilhas de água dos bichos de estimação diariamente e manter as tampas de caixas d’água e cisternas fechadas.

Limpe as calhas regularmente

Apesar dos grandes reservatórios como caixas d’água serem os criadouros mais produtivos dos mosquitos que transmitem a dengue, as larvas também pode ser encontradas em pequenas quantidades de águas.

as calhas devem ser limpas regularmente para evitar o acúmulo de água
as calhas devem ser limpas regularmente para evitar o acúmulo de água

Para evitar que essas pequenas poças se formem, é importante checar as calhas e canos com regularidades, já que um leve entupimento pode criar reservatórios ideais para o desenvolvimento do Aedes aegypti.

Faça a higiene regular de piscinas para prevenir a dengue

As piscinas merecem atenção e limpeza redobradas, principalmente nas épocas de surtos. Além de usar motores próprios para a finalidade, é importante jogar cloro na água para evitar a proliferação do mosquito e para fazer uma manutenção da qualidade de água.

Use inseticidas biológicos como o DengueTech

O DengueTech é um Inseticida biológico que mata as larvas do mosquito Aedes aegypti feito à base de BTI.

O BTI é uma bactéria que não deixa os mosquitos se desenvolverem, evitando doenças como dengue assim como febre amarela, Zika e Chikungunya.

Além de ser sustentável, o produto é totalmente eficaz, seguro e prático, matando rapidamente as larvas com ação de até 60 dias.

o DengueTech é um inseticida biológico que mata rapidamente as larvas com ação de até 60 dias
o DengueTech é um inseticida biológico que mata rapidamente as larvas com ação de até 60 dias

O Inseticida não prejudica o meio ambiente e é registrado na ANVISA, sendo o inseticida biológico mais eficaz contra os transmissores da doença. Além de poder ser usado dentro de casa e nos ambientes de trabalho, o produto pode ser usado em áreas públicas sem maiores preocupações.

Como o DengueTech funciona

Logo que o tablete do produto é colocado na água, ele começa a se dissolver e liberar micro-organismos e proteínas que matam e parasitam as larvas do mosquito Aedes aegypti em até 24 horas. Esse efeito dura por pelo menos 60 dias, o que garante que a proteção seja ainda mais longa e eficaz.

Como usar o DengueTech

O produto deve ser aplicado em:

  • vasos de flores de corte (com água);
  • bandejas, pratos de vasos de plantas com ou sem água;
  • bandejas de ar-condicionado;
  • evaporadores de geladeiras;
  • calhas com água parada;
  • vasos sanitários com pouco uso;
  • ralos;
  • espelhos d’água;
  • fontes ornamentais;
  • poças;
  • obras civis em andamento com drenagem inacabada;
  • árvores em que a água fica parada;
  • plantas que acumulam água;
  • qualquer outro local que possa estar acumulando água parada.

Para aplicar, basta depositar a pastilha diretamente na água ou em locais que a água pode acumular por 3 dias ou mais.

Recomenda-se aplicar 1 mini-tablete para até 50 litros de água. No entanto, para volumes menores do que 5 litros, você pode partir o mini-tablete ao meio e aplicar apenas metade. Apesar de ser desejável que você observe as doses recomendadas, não há problemas em se aplicar pedaços maiores ou o mini-tablete inteiro.

O intervalo máximo de aplicação deve ser de 60 dias.

Agora que você viu quais são os riscos de se contrair a doença e quais são as formas mais eficazes de prevenir a dengue, não deixe de cuidar da higiene da sua casa diariamente da forma correta. Assim, você estará protegendo a sua família e contribuindo para o combate à dengue.

Acesse agora o site de Farmadelivery e garanta já o seu DengueTech.


Tudo o que você precisa para sua saúde e bem-estar!

Mais de 20 mil itens com os melhores preços do mercado!

Cadastre-se e receba um cupom de desconto em seu e-mail.

Posts Similares