Saiba o que é neuropatia diabéticas, quais as causas, sintomas e como tratar.
| | |

Neuropatia diabética: O que é, sintomas e como prevenir?

Considerada uma das complicações mais comum entre os diabéticos, a neuropatia diabética se caracteriza pela degeneração dos nervos periféricos. Assim, os pacientes podem apresentar perda da sensibilidade ou sentir dores em várias partes do corpo, sendo mais comum nas mãos e pés.

A condição afeta aproximadamente 50% de todos os pacientes com Diabetes Mellitus tipo 1 e tipo 2. Além disso, conforme a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), ela é responsável por aproximadamente dois terços das amputações não-traumáticas.

Por se tratar de uma complicação silenciosa, que avança de forma lenta, pode ser facilmente confundida com outras doenças. Por isso, é muito importante estar atento aos seus sintomas e suas formas de prevenção.

Sendo assim, desenvolvemos este conteúdo para esclarecer algumas das principais dúvidas sobre a neuropatia diabética. Leia o conteúdo até o final e saiba mais!

+ Para saber mais, acesse também: Sintomas da Diabetes – 10 Sintomas para ficar atento!



O que são nervos periféricos?

Os sistema nervoso periférico é a parte do sistema nervoso que se encontra fora do sistema nervoso central. Ele é constituído por fibras (nervos)gânglios nervosos e órgãos terminais e a sua função é conectar o sistema nervoso central com as outras partes do corpo humano, como por exemplo:

  • Músculos;
  • Cápsulas;
  • Pele;
  • Olhos;
  • Ouvido;
  • Nariz e etc.

Ou seja, os nervos são responsáveis por carregar as informações que saem do cérebro e as que chegam até ele, além de sinais da medula espinhal para o resto do corpo.

 A neuropatia pode afetar um único nervo, um grupo de nervos ou nervos no corpo inteiro.
A neuropatia pode afetar um único nervo, um grupo de nervos ou nervos no corpo inteiro.

Os danos a esses nervos, condição chamada de neuropatia periférica, fazem com que esse mecanismo não funcione bem. A neuropatia pode afetar um único nervo, um grupo de nervos ou nervos no corpo inteiro.

O que é neuropatia diabética?

Bastante comum em paciente que não seguem o tratamento de forma adequada, a neuropatia diabética é uma complicação do diabetes que afeta os nervos periféricos.

Inicialmente, a neuropatia pode não apresenta nenhum sintoma. Contudo, conforme evolui, os pacientes costumam sentir dores, falta de sensibilidade no local, formigamentos e falta de força.

Quais os tipos e sintomas?

Os sintomas da neuropatia diabética variam conforme o tipo da condição e a região onde o paciente está sendo afetado. Veja a seguir quais são eles:

1. Neuropatia periférica

Neste caso, os pacientes costumam ter as mãos e os pés afetados e, como sintomas de neuropatia diabética, podem surgir:

  • Dormência nos pés e nas mãos;
  • Dor e cãibras;
  • Redução da capacidade de sensação no local (como a percepção do que está quente e do que está frio);
  • Perda do tato;
  • Fraqueza muscular, redução dos reflexos, do equilíbrio e da coordenação motora.

2. Neuropatia proximal

Se caracteriza por afetar locais mais próximos do sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal). Assim, o paciente tem braços, suas coxas, nádegas e quadris afetados. Entre os sintomas desse tipo de neuropatia diabética, podemos destacar:

  • Fraqueza na coxa;
  • Dificuldade para se sentar ou se levantar depois de sentado;
  • Inchaço abdominal;
  • Dor nos quadris e nas nádegas.


3. Neuropatia autonômica

Nessa condição, os órgãos e estruturas que fazem parte do sistema nervoso autônomo são afetados. Entre os principais sintomas apresentados podemos destacar:

  • Incontinência urinária ou dificuldade de urinar;
  • Diarreia ou prisão de ventre,
  • Dificuldade de engolir, dificuldade de digestão;
  • Sensação de coração acelerado mesmo quando se está parado;
  • Disfunção erétil, secura vaginal, entre outros.

4. Neuropatia focal

Bastante comum quando a neuropatia diabética afeta somente um dos nervos do organismo e ele pode ser isolado do sistema. Ou seja, esse paciente pode apresentar dificuldades como, por exemplo:

  • Falta de sensibilidade;
  • Dormência em pontos específicos das mãos e dos pés.

+ Para saber mais, leia também: Diabéticos e corpo: Quais funções do organismo são afetadas?

Como é feito o diagnóstico da neuropatia diabética?

O diagnóstico é feito após avaliação do endocrinologista com base nos sinais, sintomas e no histórico da doença. Além disso, o médico deve realizar um exame físico para verificar como está a força e o tônus muscular, testar o reflexo dos tendões e analisar a sensibilidade ao toque e à mudanças de temperatura.

O diagnóstico é feito testando o reflexo dos tendões e a sensibilidade ao toque.
O diagnóstico é feito testando o reflexo dos tendões e a sensibilidade ao toque.

Em outros casos, o médico também pode realizar ou solicitar exames específicos para confirmar o diagnóstico, como teste de condução nervosa, em que é medida a rapidez com que os nervos dos braços e pernas conduzem sinais elétricos, ou teste autonômico, que pode ser feito para determinar mudanças na pressão arterial em posições diferentes.

Como prevenir e evitar a neuropatia diabética?

Existem diversas maneiras de prevenir e gerenciar a neuropatia diabética. Veja a seguir alguns exemplos:

  • Cuidados com os pés:

É muito importante examinar os pés e pernas todos os dias, além de cuidar das unhas regularmente.

Uma dica valiosa é aplicar cremes hidratantes na pele seca, mas com cuidado para não aplicar entre os dedos. Além disso, opte por usar calçados adequados, indicados pelo profissional da saúde.

  • Controle da glicemia

O bom controle e monitoramento adequado da glicemia ajuda a evitar danos neurológicos futuros.

  • Uso adequado da medicação

O uso de medicamentos específicos para o tratamento dos danos aos nervos contribui para a prevenção da neuropatia diabética. Portanto, consulte seu médico.

Como evitar a neuropatia?

Pode-se evitar a condição mantendo o controle rigoroso da glicose no sangue. Assim, algumas medidas incluem:

  • Faça acompanhamento médico regularmente;
  • Monitore os níveis de glicose no sangue, conforme orientação médica;
  • Tome os medicamentos e faça o uso de insulina, conforme prescrito pelo médico;
  • Pratique exercícios físicos regularmente como caminhada leve ou natação, por exemplo.
O acompanhamento e o controle da glicemia é fundamental para evitar a neuropatia diabética.
O acompanhamento e o controle da glicemia é fundamental para evitar a neuropatia diabética.

Além disso, é importante seguir uma dieta equilibrada que inclua fibras, proteínas e gorduras boas. Portanto, deve-se evitar o consumo de alimentos com muito açúcar como biscoitos, refrigerantes ou bolos.



Como é feito o tratamento da neuropatia diabética?

Apesar de não ter cura, o tratamento consiste em evitar que ainda mais nervos do organismo sejam comprometidos com a neuropatia. Assim, para ajudar no controle pode-se fazer uso medicamentos para o diabetes e mudanças na dieta.

Contudo, dependendo dos sintomas que o paciente apresente, pode-se indicar outros medicamentos, além do acompanhamento com outros especialistas. Sendo assim, realize o acompanhamento médico regular para o controle do diabetes e da neuropatia diabética.

Portanto, lembre-se que no o site da Farmadelivery você encontra diversos itens para os cuidados e controle da sua diebetes. Além disso, aproveite ofertas de itens para saúde e bem estar. Acesse e aproveite nossas oferta.


Tudo o que você precisa para sua saúde e bem-estar!

Mais de 20 mil itens com os melhores preços do mercado!

Cadastre-se e receba um cupom de desconto em seu e-mail.

Stories para você

Veja 3  receitas para eliminar catarro
Veja 3 receitas para eliminar catarro
5 doenças comuns do tempo frio.
5 doenças comuns do tempo frio.
Gripe e resfriado: Você sabe quais são as diferenças?
Gripe e resfriado: Você sabe quais são as diferenças?
O que o diabético pode comer sem culpa e sem prejuízo para saúde?
O que o diabético pode comer sem culpa e sem prejuízo para saúde?

Posts Similares