quarta-feira, fevereiro 24, 2021

Bebê com refluxo – o que a mãe pode comer?

Embora todos os bebês sofram com a regurgitação nos primeiros meses em decorrência da imaturidade do sistema digestivo, alguns recém-nascidos podem sofrer com refluxo, uma condição que demanda um pouco mais de cuidados. Nesses casos, o leite tende a voltar para o esôfago com uma frequência maior, fazendo o bebê com refluxo regurgitar sempre depois das mamadas e sentir dores que muitas vezes pioram de acordo com a alimentação materna.

Como sabemos, todos os alimentos que a mulher ingere durante a amamentação passa para o bebê por meio do leite materno. É por essa razão que a mulher pode beber amamentando desde que espere um intervalo para amamentar até que o álcool saia do organismo.

Quando o bebê sofre com refluxo, o cuidado na alimentação deve ser ainda mais especial, embora durante esse período o recomendado é que a mãe se alimente apenas com comidas naturais e evite industrializados por questões nutricionais.

Confira no artigo de hoje o que a mãe pode comer quando o bebê tem refluxo!

O que é refluxo?

O refluxo é a condição que acontece quando o leite volta do estômago até o esôfago de forma mais frequente, causando dores e sonos agitados. Embora nem todos os bebês passem por esse desconforto, o refluxo pode atingir até 50% dos bebês de até 3 meses de idade, e tende a passar depois dos 6 meses, quando a ingestão de líquido diminui e a alimentação passa a ser mais sólida.

O refluxo é uma doença?

O refluxo em bebês não é considerado uma doença e sim algo natural que tende a passar com o tempo. Se o bebê continua ganhando peso, não chora e não fica irritado não há com o que se preocupar.

quando o bebê começa a chorar mais do que o normal e se mostrar desconfortável com o refluxo, pode ser necessário o uso de alguns medicamentos para tratar o problema
quando o bebê começa a chorar mais do que o normal e se mostrar desconfortável com o refluxo, pode ser necessário o uso de alguns medicamentos para tratar o problema

Em alguns casos, porém, o refluxo pode ser um pouco mais intenso, causando dores e desconfortos que podem demandar algum tipo de medicamento para serem aliviados, mas ainda assim não é considerada uma doença a menos que continue mesmo depois do 7º ou 8º meses.

O refluxo só é caracterizado como uma doença quando há uma má formação no aparelho digestivo ou sintomas em decorrência de maus hábitos alimentares, e afeta principalmente crianças a partir dos 2 anos e jovens até 19 anos.

Como saber se o bebê tem refluxo?

Além do sintoma principal de pequenas golfadas após as mamadas, outros sintomas que acompanham a condição podem ser:

  • sono agitado;
  • tosse;
  • vômitos constantes;
  • irritação ou choro em excesso;
  • recusa de alimentos;
  • dificuldade em mamar;
  • engasgo;
  • inflamação nos ouvidos;
  • rouquidão;
  • dificuldade em ganhar peso;
  • desconforto demonstrado por meio de movimentos de encurvamento para frente ou para trás.

Como controlar o refluxo?

Nos casos de refluxos comuns que não causam dores, o ideal é deixar o bebê na vertical na hora de mamar e fracionar as mamadas não exagerando na quantidade do leite. Em conjunto, você deve fazê-lo arrotar e deixá-lo em pé cerca de 20 e 30 minutos para que o leite desça e consiga se acomodar no estômago.

deixar o bebê ereto por pelo menos 20 minutos após as mamadas para se certificar de que ele arrotou é uma das principais formas de amenizar os sintomas do refluxo
deixar o bebê ereto por pelo menos 20 minutos após as mamadas para se certificar de que ele arrotou é uma das principais formas de amenizar os sintomas do refluxo

Você ainda pode colocar um travesseiro anti refluxo no berço para elevar o bebê, lembrando-se de posicioná-lo embaixo do lençol, já que não recomenda-se colocar nenhum  objeto, cobertor ou travesseiro dentro do berço para evitar o risco de sufocamento.

Em crianças que já se alimentam, evite oferecer alimentos gordurosos, condimentados, ácidos e apimentados, além de não alimentá-lo em exagero e não oferecer líquidos junto com as refeições.

Já em casos em que o bebê demonstra bastante desconforto e irritação por meio de choros e sonos agitados, o pediatra poderá receitar medicamentos como a ranitidina, que aliviará os sintomas e dores.

O que a mãe pode comer quando o bebê tem refluxo?

A alimentação da mãe que amamentam bebês com refluxo deve ser a mais natural possível, rica em fibras, frutas, verduras e vegetais. 

Os alimentos que devem ser evitados são:

  • refrigerantes;
  • frituras;
  • sucos ácidos;
  • chocolate;
  • café;
  • iogurte;
  • alimentos gordurosos.

Isso porque esse tipo de alimento pode ser passado para o bebê por meio do leite, fazendo com que a digestão seja mais lenta, o que agrava os sintomas do refluxo.

Quando procurar um médico?

Nas consultas de rotina é importante que você mencione os sintomas do bebê caso desconfie que ele possa estar sofrendo com refluxo para uma avaliação mais de perto.

No entanto, ao notar que o bebê começou golfar depois de todas as mamadas, está mais irritado do que o normal e demonstra estar sentindo dores, é necessário buscar ajuda médica imediata, já que isso pode significar sintomas de refluxo, que impacta diretamente na qualidade de vida dos bebês em casos mais intensos como esses.

Existe uma forma para evitar o refluxo?

Embora não exista uma maneira de evitar que o problema aconteça, a mudança de alguns hábitos pode contribuir para uma incidência menor dos quadros do refluxo. Sabendo disso, evite balançar o bebê depois das mamadas, já que isso poderia causar uma agitação dentro do estômago fazendo o leite voltar para o esôfago com mais facilidade.

Além disso, caso o bebê siga uma rotina de tirar sonecas depois das mamadas, tente trocar a sequência e oferecer o leite assim que ele acorda. Dessa forma, quando voltar a dormir a digestão já terá iniciado ou até mesmo terminado, fazendo com que o sono seja mais tranquilo e que as golfadas sejam menos comuns.

o refluxo pode ser evitad com algumas mudanças de hábitos como oferecer o peito sempre quando o bebê acordar e nunca antes da soneca
o refluxo pode ser evitad com algumas mudanças de hábitos como oferecer o peito sempre quando o bebê acordar e nunca antes da soneca

Outra dica é não levar o bebê para passear de carro depois de alimentá-lo, visto que a pressão exercida pelo cinto se segurança do bebê conforto pode fazer o leite voltar. Além disso, o balanço do carro pode piorar a situação.

Viu como é possível se alimentar bem mesmo amamentando um bebê com refluxo? Mantendo uma dieta rica em nutrientes e baixa em gorduras e industrializados será mais fácil ajudar a controlar os sintomas em bebês que já sofrem com refluxo. Além disso, a mudança de alguns hábitos pode auxiliar na diminuição dos sintomas e até mesmo preveni-lo em alguns casos.

- Advertisment -

Most Popular

O que é colesterol? Conheça os tipos e quais sintomas cada um deles pode causar

O colesterol é conhecido especialmente por causar um acúmulo de gordura nas artérias e contribuir para que os pacientes sofram problemas sérios...

BCAA Black Skull: Para que serve, como tomar e onde achar

Muitas pessoas que buscam pelo BCAA Black Skull para, principalmente, alcançar o ganho de massa muscular. O problema, entretanto, é a grande...

Creatina Black Skull: Para que serve, como usar e qual o preço

A creatina Black Skull vem sendo muito procurada nos últimos tempos, bem como diversos outros suplementos. O motivo para isso é a...

Whey Black Skull: O que é, como funciona e onde comprar

Na hora de buscar por suplementos alimentares, o Whey Black Skull é o primeiro que vem à cabeça. Como arca respeitada que...