Com quantos meses o bebê pode tomar água?

0
2666
com quantos meses o bebê pode tomar água
com quantos meses o bebê pode tomar água

Embora o leite materno seja composto por 90% de água, muitas mães ainda têm dúvida se  o recém-nascido precisa ou não ingerir outros líquidos para se hidratar nos primeiros meses de vida. Isso porque antigamente era muito comum que as mães oferecessem chás para os bebês de forma medicinal, mas você sabe com quantos meses o bebê pode tomar água sem atrapalhar a amamentação?

Quando o bebê ingere água sem necessidade seu pequeno estômago acaba ficando cheio de um líquido sem calorias que não oferece sustento nem os nutrientes e gorduras necessárias para que ele ganhe peso, além de comprometer a quantidade de leite materno ingerido. Como o leite fornece toda a hidratação que o bebê precisa, a água acaba sendo desnecessária e muitas vezes até prejudicial por interferir na amamentação.

Confira a seguir com quantos meses o bebê pode começar a ingerir água e outros líquidos!

Com quantos meses o bebê pode tomar água?

A água deve ser introduzida aos bebês que são amamentados no peito aos 6 meses de idade, junto com os alimentos sólidos e líquidos como chás e sucos.

Cupom de Desconto Farmadelivery
em bebês alimentados com fórmulas a água deve ser introduzida de forma precoce para garantir a hidratação
em bebês alimentados com fórmulas a água deve ser introduzida de forma precoce para garantir a hidratação

Contudo, para bebês recém-nascido que mamam fórmulas, pode ser necessário introduzir a água precocemente, já que o leite industrializado não fornece a hidratação necessária para os bebês.

Qual a quantidade ideal de água para oferecer ao bebê?

Alguns especialistas indicam que a água seja oferecida de acordo com o peso do bebê, sendo:

  • Bebês com até 10kg: 100 ml por kg de peso
  • Bebês entre 11 e 20 kg: 1 litro + 50 ml por kg de peso
  • Bebês com mais de 20 kg: 1,5 litro + 20 ml por kg de peso

Enquanto isso, alguns pediatras podem recomendar que as quantidades sejam baseada na idade.

Até os 6 meses

O bebê que é amamentado exclusivamente no seio até os 6 meses não precisa de água, como vimos acima. Nos casos de bebês que consomem fórmulas, a ingestão de água varia entre 100 ml a 200 ml por dia.

A partir da introdução alimentar, a quantidade ideal baseia-se na alimentação, já que são levados em conta leite, sopas, sucos, chás e águas. Nessa idade, o bebê precisa ingerir cerca de 700 ml de líquido por dia.

7 a 12 meses

A partir dessa idade a necessidade do pequeno aumenta para 800 ml diariamente, incluindo os caldos das papinhas, sucos, água e leite.

1 ao 3 anos

Bebês nessa idade precisam de aproximadamente 1,3 litros de água por dia, levando em consideração um bebê saudável que não apresenta quadros de diarreia ou desidratação.

Em casos assim, a ingestão de água deve ser aumentada de acordo com a quantidade de líquido perdido.

Água durante o verão

Em dias e estações mais quentes, a ingestão de água deve ser consideravelmente maior para evitar que o bebê fique desidratado, já que ele perde uma grande quantidade de água por meio do suor. A bebida deve ser oferecida para a criança várias vezes ao dia, levando em conta que muitas delas ainda não sabem pedir.

O que fazer quando meu bebê não quer tomar água?

Durante a introdução alimentar até 1 ou 2 anos de idade é comum que os bebês rejeitem a água. Afinal, eles estão acostumado com o gosto do leite, e oferecer um líquido insípido pode não ser tão interessante para eles.

as águas saborizadas podem ajudar o bebê a ingerir mais líquidos, mas é importante estimular a ingestão de água natural
as águas saborizadas podem ajudar o bebê a ingerir mais líquidos, mas é importante estimular a ingestão de água natural

Dessa forma, você pode oferecer águas saborizadas com morango, limão, hortelã, pepino… ou até mesmo chás e água de côco. Leve em conta, porém, que mesmo assim ele precisa ingerir um pouco de água natural para se habituar com o líquido.

Uma dica é oferecer a água em um copo que o bebê goste, preferencialmente colorido para chamar atenção. Em crianças maiores copos com canudos podem estimular com que eles se interessem mais pela ingestão do líquido. 

Em dias mais quentes é importante oferecer uma água mais fresca, o que pode até mesmo fazer com que ele aceite melhor a bebida.

Seja exemplo

Os bebês estão constantemente imitando o que os pais fazem, seja em gestos, palavras e até ações. Uma das formas mais eficazes de fazer o bebê tomar mais água é deixá-lo ver você tomando. Caso ele demonstre interesse, pode oferecer do seu próprio copo.

Seja insistente

Como a maioria dos nosso hábitos se baseiam em repetições, oferecer água constantemente pode ajudar a fazer com que o bebê se acostume e passe a ingerir mais líquido naturalmente.

Caso você ainda amamente no seio tente oferecer água antes de oferecer o seio, de forma que o bebê aprenda que quando está com sede precisa tomar água.

E água com gás? Pode?

Desde que não seja rica em cálcio e seja gaseificada naturalmente, a água com gás pode ser oferecida para os bebês sem problemas, já que hidratam da mesma forma que a água comum.

No entanto, é importante consultar o seu pediatra antes de introduzir a bebida ao seu bebê.

A água com gás pode até mesmo substituir o refrigerante em crianças que costumam fazer a ingestão frequente desse tipo de bebida. Para isso, basta misturar um pouco de suco natural à água com gás e oferecer ao pequeno, lembrando que a receita não substitui a água natural.

a água com gás pode ser oferecida ao bebê desde que seja gaseificada naturalmente e não seja rica em cálcio
a água com gás pode ser oferecida ao bebê desde que seja gaseificada naturalmente e não seja rica em cálcio

Entretanto, a água com gás não deve ser oferecida a bebês recém-nascidos que ingerem fórmulas, já que o sistema digestivo imaturo não é capaz de digerir o gás contido na bebida.

Agora que você viu com quantos meses o bebê pode tomar água, ofereça a bebida sempre que possível para o seu pequeno. Lembre-se de sempre carregar uma garrafinha com água em passeios e viagens, e ofereça constantemente durante o dia para que seu filho crie o hábito de ingerir o líquido por vontade própria.