Saiba quais são os principais tipos de asma e quais cuidados tomar.
| |

Tipos de asma – Quais são e quais cuidados tomar?

A asma é uma doença pulmonar inflamatória que pode afetar crianças e adultos. Somente no Brasil, existem aproximadamente 20 milhões de asmáticos. Mas você sabia que existem diferentes tipos de asma e cada um requer um tratamento diferente?

O diagnóstico preciso da asma e sua classificação deve ser feito a partir de exames, que investigue a função pulmonar. Além disso, o médico deve realizar uma avaliação da rotina do paciente, para determinar o impacto dos sintomas em sua rotina.

Por isso, neste conteúdo vamos falar um pouco mais sobre a Asma, o seus tipos e como cada um deles se manifestam. Leia a matéria até o final e saiba mais.

+ Para mais informações, acesse também: Asma: O que é, quais as causas, sintomas e tratamentos?

O que é asma?

A asma é uma condição crônica provocada pela inflamação das vias aéreas. Além disso, ela se caracteriza pela existência de sintomas respiratórios, como por exemplo a falta de ar, aperto e chiado no peito e tosse.

Esses sintomas, no entanto, podem variar ao longo do tempo e de intensidade e, podem ser associados a uma limitação do fluxo aéreo expiratório variável.

A asma se caracteriza pela inflamação das vias aéreas. É comum pacientes apresentar falta de ar.
A asma se caracteriza pela inflamação das vias aéreas. Além disso, é comum pacientes apresentar falta de ar.

Também conhecida como asma brônquica ou bronquite asmática, é considerada uma das doenças respiratórias mais comuns: estima-se que existem cerca de 235 milhões de pessoas com asma no mundo.

Quais as principais causas?

A condição pode ser provocada por diversos fatores, sendo eles genéticos e ambientais, tais como: infeções virais, contato com alérgenos e agentes ocupacionais que podem influenciar no seu aparecimento como também a sua progressão.

Portanto, as principais que desencadeiam as crises são as seguintes:

  • Infeções virais no trato respiratório;
  • Atividades físicas;
  • Exposição a alérgenos;
  • Mudanças climáticas;
  • Substâncias irritantes – fumo, poluição, fumaça, perfumes ou cheiros fortes.


Quais os sintomas da asma?

Pacientes com asma normalmente sofrem com tosse, sensação de falta de ar e de sufocamento, fadiga, pressão no peito, entre outros.

Contudo, seus sintomas podem variar de acordo com os tipos de asma e a causa da crise. Ou seja, pacientes podem relatar espirros frequentes que se segue a uma tosse seca irritativa e falta de ar com chiado no peito à insuficiência respiratória em questão de minutos.

Além disso, vale ressaltar que os sintomas são basicamente os mesmos, porém o tratamento pode ser feito de maneiras diferentes. Sendo assim, veja a seguir quais são os tipos de asma e como identificá-los:

Quais são os tipos de asma?

Como vimos, a asma não possui relação patológicas e os padrões clínicos específicos, podendo se manifestar de diferentes formas. Assim, diferentes tipos de asma foram identificados, sendo os mais comuns:

• Asma induzida pelo exercício físico

Os estímulos durante o exercício físico costumam desencadear sintomas de asma e habitualmente a broncoconstrição piora logo após o termino da atividade. Este tipo é aplicado apenas quando os sintomas se relacionam exclusivamente com o exercício físico.

Contudo, o diagnóstico de asma em atletas deve ser feito com testes de função pulmonar. Deve-se levar em conta ainda a possibilidade de existirem doenças que podem imitar ou estarem associadas à asma de exercício, como por exemplo:

  • Rinite;
  • Distúrbios da laringe;
  • Respiração disfuncional;
  • Doenças cardíacas;
  • Excesso de treino.

• Asma alérgica (extrínseca)

asma alérgica ou asma atópica é o tipo de asma mais frequente. Muitas vezes começa na infância e está associada a histórico do passado ou familiar de doença atópica, como rinite alérgica ou alergia a alimentos ou medicamentos.

Normalmente, pacientes com este tipo de asma respondem bem ao tratamento com corticosteróides inalados, popularmente conhecidas como “bombinha para asma”.



• Asma não alérgica (intrínseca)

É comum que adultos apresentem este tipo de asma que não está associada a um quadro alérgico. Neste caso, perfil celular da expectoração contém apenas algumas células inflamatórias. Além disso, muitas vezes, os pacientes não respondem tão bem ao tratamento com corticosteróide inalado.

• Asma ocupacional (laboral)

Este é um dos tipos de asma que se adquire ao longo da vida. Ou seja, a pessoa desenvolve no local de trabalho e pode ser agravada pela exposição a alérgenos ou outros agentes sensibilizadores no ambiente de trabalho.

Esta condição corresponde aproximadamente 5-20% dos novos casos de asma de início na idade adulta. Deste modo, a asma de início na idade adulta requer uma investigação sistemática do histórico profissional e exposições, incluindo hobbies.

Na asma ocupacional, os sintomas costumam melhorar quando a pessoa se afasta do local de trabalho. Geralmente, é necessária a monitorização da função pulmonar durante o trabalho e afastado do mesmo para confirmar o diagnóstico.

• Asma e obesidade

Além do excesso de exercícios, o excesso de peso também pode provocar sintomas respiratórios proeminentes da asma.

O excesso de peso pode agravar o processo inflamatório causado pela asma.
O excesso de peso pode agravar o processo inflamatório causado pela asma.

Estudo confirmam que a obesidade possui efeitos na mecânica respiratória, que altera a resposta imune e tem implicações metabólicas. Além disso, a obesidade pode ainda aumentar o processo inflamatório nos pulmões de pacientes com asma.

• Asma de inicio tardio (adulto)

Alguns adultos, especialmente mulheres, apresentam a asma, pela primeira vez em idade adulta. Na maioria dos casos, costuma ser não-alérgica, e muitas vezes necessitam de doses maiores de corticoides ou são relativamente refratários a este tratamento.

+ Para mais informações, leia também: Dispneia – Quais doenças causam falta de ar?

Tipos de asma – Gravidade

Agora que já conhecemos os principais tipos de asma, devemos nos atentar também as suas classificações pela gravidade. Portanto, a condição pode apresentar três níveis de gravidade:

  1. Asma leve – É uma asma que utiliza pouca medicação para controle, utilizando corticoides inalados em dose baixa e moderada.
  2. Asma moderada – São pacientes que necessitam de maior quantidade de medicação para controle da doença. Normalmente, fazem uso de corticoides inalados em doses moderadas com broncodilatadores de longa duração.
  3. Asma grave – Neste caso, o paciente usa doses altas de corticoides inalados associados aos broncodilatadores, muitas vezes associados com outras classes terapêuticas para o controle adequado.

Para a avaliação da gravidade da asma, é necessário que o paciente esteja estável. Além disso, a crise asmática é algo à parte, não depende da gravidade, ou seja, o paciente com asma leve pode apresentar crise grave ou leve e vice-versa.



Tipos de asma – Tratamento

Como foi dito no decorrer da matéria, os tratamentos variam conforme os tipos de asma. Ou seja, em casos leves, o paciente deve fazer o uso de corticoide na forma inalatória – as famosas bombinhas.

O uso de bombinhas é comum em todos os tipos de asma.
O uso de bombinhas inalatórias é comum para o tratamento de todos os tipos de asma.

Já nos quadros agudos, são receitados broncodilatadores inalatórios, inalação e também bombinhas. Em alguns casos, pode-se ainda associar o corticoide por via oral. Entretanto, pacientes que apresentam a asma grave requer um acompanhamento mais preciso e rigoroso.

Os efeitos colaterais das medicações são mínimos ou nulos, pois a dose utilizada é muito baixa. Além disso, seu uso não causa vício ou dependência. Contudo, vale salientar que o uso dessas medicações deve ser feito apenas quando houver a prescrição médica.

+ Para mais informações, veja também: Remédio para falta de ar: 4 Receitas naturais para aliviar o sintoma.

Sendo assim, agora que você já conhece alguns dos principais tipos de asma, ficou mais fácil de identificar a presença do problema. Portanto, observe a evolução dos sintomas e busque o atendimento médico se houver necessidade.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite e veja também as ofertas no site da Farmadelivery. Lá você encontra tudo para os cuidados da sua saúde bem-estar com descontos imperdíveis. Confira!


Tudo o que você precisa para sua saúde e bem-estar!

Mais de 20 mil itens com os melhores preços do mercado!

Cadastre-se e receba um cupom de desconto em seu e-mail.

Stories para você

Quais as melhores opções de hidratante labial?
Quais as melhores opções de hidratante labial?
4 dicas para salvar sua pele no frio
4 dicas para salvar sua pele no frio
Hidratação Natural: Veja 3 dicas para manter a pele hidratada!
Hidratação Natural: Veja 3 dicas para manter a pele hidratada!
Por que os lábios ficam ressecados no frio?
Por que os lábios ficam ressecados no frio?

Posts Similares