Saiba como o frio afeta o corpo e como o organismo reage.
| |

Frio e corpo – Como os dias frios afetam o organismo?

Com certeza, em algum momento você notou alguns dos efeitos do frio no seu corpo. Assim como também já sentiu seu corpo tremer, se arrepiar e ficou com as mãos e o pés gelados no inverno. Se sim, em algum momento você se questionou do porque isso acontece?

Primeiramente, para que o organismo funcione corretamente, a temperatura corporal deve manter-se na faixa dos 36,5ºC. Normalmente, o corpo tolera bem pequenas variações de temperatura que podem ocorrer ao longo do dia, do ciclo menstrual, com a idade, decorrentes do uso de medicamentos ou de algumas patologias.

Contudo, quando ocorrem alterações drásticas da temperatura exterior características do inverno, a nossa saúde pode estar em risco. Em alguns casos, podemos sofrer consequências mais graves.

Por isso, é importante ter conhecimento de como o frio afeta o corpo e todo o nosso organismo. Leia o conteúdo desta matéria até o final e tire todas as suas dúvidas.

+ Para saber mais sobre o assunto, leia também: Gripe e resfriado: Você sabe quais são as diferenças?

Como o frio afeta o corpo?

Nos dias frios o corpo tenta se manter aquecido de diferentes formas e algumas delas são bastante comuns durante o inverno. Veja a seguir:

Tremores
Ocorrem de forma involuntária e independentemente da nossa vontade. Se manifesta com a contração da musculatura que, no entanto, garante a produção de calor para o corpo.

Alterações na circulação sanguínea
No frio, as terminações nervosas presentes na pele captam a queda de temperatura e garantem mudanças nos vasos capilares. Assim, ocorre a diminuição do calibre dos vasos sanguíneos, que ajuda a diminuir a perda de calor corporal.

Homem sentindo frio e encolhendo o corpo para manter-se aquecido.
No frio, é normal encolhermos o corpo involuntariamente para tentar nos manter aquecidos.

Piloereção (pelos arrepiados)
Essa função ajuda a evitar a perda de calor. Ou seja, ao eriçar os pelos, cria-se uma camada de ar morno próximo à pele, garantindo a manutenção da temperatura corporal.

Vontade frequente de urinar
Diferente do que ocorre nos dias quentes, onde o nosso corpo elimina o excesso de água pelo suor, no frio esse liquido é eliminado através da urina. Assim, é normal sentirmos vais vontade de ir ao banheiro.



Além disso, o frio é capaz de afetar o corpo de formas mais direta, mudando algumas características e funções. Veja alguns exemplos:

Frio e a pele

No frio é normal bebermos quantidades menores de água e outros líquidos, o que diminui a umidade do corpo, causando a desidratação e a descamação da pele.

Além disso, outros fatores que podem acentuar os problemas de pele no frio são a exposição a banhos quentes e excesso de sabonetes. Em alguns casos, também pode ocorrer a intensificação da resposta inflamatória cutânea, causando uma piora da dermatite e quadros de urticária induzida pelo frio.

+ Para saber mais sobre o assunto, leia também: Hidratação da Pele Ressecada – Como hidratar corretamente este tipo de pele?

Frio e sistema respiratório

As baixas temperaturas e o ar seco predominante durante o inverno, estão associadas ao aumento na frequência de infecções virais do sistema respiratório, como por exemplo, resfriados, gripes e pneumonias. Isso ocorre por três principais motivos: 

  • ​Períodos de baixas temperaturas aumentam a sobrevivência e a transmissão de vírus respiratórios. Assim, ocorre o aumento da circulação de vírus como o Influenza (gripe) e o Rinovírus humano (resfriado comum).
  • Os mecanismos de defesa naturais do sistema respiratório também são afetados, o que aumenta o risco de infecções. Em pacientes asmáticos, por exemplo, tanto o ar frio como as infecções virais podem causar broncoespasmo e desencadear crises de asma.
  • A aglomeração e os ambientes fechados facilitam a maior circulação e transmissão desses agentes, que podem ser transmitidos tanto pelo ar como pelo contato das mãos com superfícies contaminadas.
Mulher com coriza decorrente de infecções respiratórias comuns do inverno.
As funções do sistema respiratório são as que mais sofrem com as baixas temperaturas.

Sendo assim, a prevenção pode ser feita ao adotar medidas simples no dia a dia. Por exemplo, higienizar frequentemente as mãos e o nariz, praticar atividade física regular, manter ambientes arejados, manter hábitos alimentares e de sono saudáveis.

Além disso, uma das formas mais eficazes de evitar infecções respiratórias é vacinar-se contra Influenza e evitar circular em ambientes fechados caso esteja com alguma infecção respiratória, visando diminuir a propagação dos vírus.



Frio e sistema cardiovascular

No inverno é comum o aumento de eventos cardiovasculares, como doença coronariana aguda, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC), tromboembolismo pulmonar e outros.

Neste caso, umas das possíveis explicações é o aumento da pressão arterial, que ocorre devido à contração dos vasos sanguíneos com o objetivo de proteger a temperatura central do corpo.

Os cuidados com a saúde mental e emocional, também contribuem para os cuidados com o sistema cardiovascular no frio.

Além disso, existem relatos de que as baixas temperaturas também estão relacionadas ao aumento do colesterol, do número de glóbulos vermelhos e da proteína que atua na coagulação do sangue (fibrinogênio), fatores associados à ocorrência de eventos cardiovasculares.

Para prevenir esses problemas, é necessário um controle mais rigoroso dos níveis de pressão arterial, com ajuste de medicações sob orientação médica. Ainda, deve-se praticar atividades físicas regulares, manter-se aquecido, consumir alimentos ricos em vitamina D e diminuir a ingestão de gordura.

Como evitar os efeitos do frio no corpo?

Existem formas de evitarmos os efeitos das baixas temperaturas no corpo, principalmente no que diz respeito a saúde e o bem-estar. Veja a seguir algumas dicas:

Mulher bem agasalhada para evitar os efeitos do frio em seu corpo.
Proteja-se do frio usando agasalhos, cachecóis e outros acessórios que mantenham o corpo aquecido.
  • Vista roupas quentes e que isole o corpo do frio;
  • Use luvas e meias para manter as extremidades do corpo aquecidas;
  • Evite ficar com as roupas úmidas, pois isso pode causar queimaduras por congelamento;
  • Abrigue-se em locais quentes e cobertos, mas evite aglomerações;
  • Evite banhos longos com água muito quente. Além disso, prefira o uso de sabonetes neutros ou com formulações suaves;
  • Use hidratantes corporais para manter a pele sempre bem hidratada. Não se esqueça também de usar hidratante labial;
  • Por fim, consuma bastante líquidos, como água, chás, sopas e outros.


Agora que você já sabe quais são os principais efeitos do frio no corpo e como o organismo pode reagir as baixas temperaturas, previna-se e cuide da sua saúde.

Além disso, lembre-se de consultar um profissional da saúde para outras dúvidas e correta orientação quanto ao uso de certos produtos ou medicamentos.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite e veja também as ofertas no site da Farmadelivery. Lá você encontra tudo para os cuidados da sua saúde bem-estar com descontos imperdíveis. Confira!


Tudo o que você precisa para sua saúde e bem-estar!

Mais de 20 mil itens com os melhores preços do mercado!

Cadastre-se e receba um cupom de desconto em seu e-mail.

Stories para você

Veja 3  receitas para eliminar catarro
Veja 3 receitas para eliminar catarro
5 doenças comuns do tempo frio.
5 doenças comuns do tempo frio.
Gripe e resfriado: Você sabe quais são as diferenças?
Gripe e resfriado: Você sabe quais são as diferenças?
O que o diabético pode comer sem culpa e sem prejuízo para saúde?
O que o diabético pode comer sem culpa e sem prejuízo para saúde?

Posts Similares