Quais as reações colaterais da vacina da gripe?

0
677
quando o paciente deixa de aplicar insulina pode sofrer danos como AVC e problemas cardiovasculares
quando o paciente deixa de aplicar insulina pode sofrer danos como AVC e problemas cardiovasculares

A vacina contra a gripe é uma forma preventiva de evitar que grupos de riscos como idosos, crianças menores de 5 anos e gestantes, que possuem o sistema imunológico mais debilitado e correm um risco maior de complicações sejam infectados pelo vírus influenza. Apesar de ser oferecida de forma gratuita para esses indivíduos, qualquer pessoa pode se imunizar em hospitais e clínicas particulares. No entanto, uma dúvida muito comum quanto a imunização é quais são as reações colaterais da vacina contra a gripe.

Embora seja eficaz e consiga proteger em até 90% os quadros de gripe, a vacina não é eficiente para imunizar contra resfriados. Dessa forma, como muitas pessoas confundem gripe e resfriado, acredita-se que um dos principais efeitos colaterais da vacinação seja a a própria gripe como uma forma de criar anticorpos para combater ao vírus.

Para lhe explicar melhor se essa realmente é uma reação e quais as outras, separamos tópicos que tirarão todas as suas dúvidas sobre o assunto. Veja logo a seguir!

Quais as reações colaterais da vacina da gripe?

Por ser formulada com o vírus inativado em laboratório no Brasil, a vacina não possui capacidade de causar a gripe mesmo em indivíduos com a imunidade baixa ou sistema imunológico debilitado. Isso quer dizer que se você apresentar sintomas de gripe após tomar a vacina o mais provável é que tenha desenvolvido um resfriado, ou tenha sido infectado por um vírus diferente dos presentes na vacina, que atualmente são o H1N1, H3N2 e alguns do tipo B.

Cupom de Desconto Farmadelivery
atualmente a vacina contra gripe imuniza contra o H1N1, H3N2 e algumas gripes do tipo B
atualmente a vacina contra gripe imuniza contra o H1N1, H3N2 e algumas gripes do tipo B

Porém, a vacina pode causar algumas reações adversas que na grande maioria dos casos são de pouca gravidade e não requerem grandes preocupações.

Reações no local de aplicação

Sendo mais frequente em comparação com as reações sistêmicas, as reações no local podem atingir até 20% do público que recebeu a vacina, sendo elas:

  • dor local;
  • vermelhidão;
  • endurecimento da região em que a vacina foi aplicada.

A duração desses sintomas podem levar até 48 hora para desaparecer e podem ser aliviados com compressas mornas e analgésicos em casos de dores mais fortes ou em crianças.

Reações sistêmicas

Atingindo apenas 2% do público que recebe a vacina, as reações sistêmicas podem aparecer depois de 6 a 12 horas da aplicação e tendem a durar até 2 dias, sendo:

  • febre;
  • fadiga;
  • tosse;
  • dor de cabeça;
  • rouquidão;
  • coceira.

As reações não demonstram grandes riscos para os pacientes e são tratadas com medicamentos que aliviam estes sintomas.

Quando a vacina da gripe é aplicada junto com outras vacinas como a de pneumonia e a antitetânica pode desencadear febres mais altas e até mesmo evoluir para uma convulsão febril em pessoas pré-dispostas, embora esses casos sejam mais raros.

Reações alérgicas

As reações alérgicas acontecem em qualquer vacina quando o indivíduo possui alergia a algum dos componentes da fórmula. Nos casos da vacina contra a gripe, quem é alérgico ao ovo pode desenvolver algumas reações alérgicas após algumas horas.

Porém, de acordo com as entidades americanas e brasileiras, a vacinação é considerada segura para os alérgicos ao ovo, já que a porção da proteína que passa para a seringa é quase nula, sendo incapaz de causar reações alérgicas em grande parte dos indivíduos. Dessa forma, chegou-se em um consenso de que pacientes do grupo de risco que apresentam alergia correm riscos maiores para a saúde se deixarem de tomar a vacina.

atualmente a vacina contra gripe é considerada segura para indivíduos que sofrem com alergia do ovo
atualmente a vacina contra gripe é considerada segura para indivíduos que sofrem com alergia do ovo

Normalmente os sintomas alérgicos são mais brandos e atingem 1 a cada 1 milhão de pessoas vacinadas, enquanto as reações graves são casos ainda mais raros.

Reações incomuns

Algumas pessoas mais sensíveis podem sofrer com algumas reações durante qualquer procedimento médico, incluindo vacinas, como por exemplo:

  • zumbidos no ouvido;
  • tonturas;
  • desmaios;
  • alteração da visão.

Reações raras

Um a cada 1 milhão de pessoas vacinadas podem desenvolver a chamada síndrome de Guillain-Barré, um distúrbio autoimune em que o sistema imunológico do corpo ataca parte do sistema nervoso, provocando fraqueza muscular e ausência de reflexos.

No entanto, esta síndrome pode ocorrer em qualquer vacina, e não apenas na vacina contra a gripe.

Quando procurar um médico?

Como grande parte das reações são consideradas comuns e leves, você só deve procurar ajuda médica em casos de:

  • febre acima de 39º;
  • reação alérgica exagerada;
  • sinais de dor abdominal;
  • sangue nas fezes;
  • irritabilidade extrema;
  • perda de apetite.

Quais são as contraindicações para a vacina da gripe?

A vacina para gripe não é indicada para crianças menores de 6 meses, já que durante esse período a grande parte dos bebês são amamentados com leite materno, que é capaz de transmitir os anticorpos da mãe para o bebê. Com isso, a criança tende a ter menos chances de contrair a gripe.

Além dos bebês, não existe outra restrição todos os indivíduos podem tomar a vacina da gripe, inclusive pacientes que já estão gripados. Embora nesses casos a vacina já não seja mais eficaz para imunizar, ela auxilia no tratamento e faz com que a recuperação seja mais rápida.

grávidas e lactantes não possuem restrições para a vacina da gripe
grávidas e lactantes não possuem restrições para a vacina da gripe

Também não há nenhuma restrição para lactantes, gestantes e pacientes que ingerem antibióticos ou medicamentos com corticoides.

No entanto, é importante que pessoas que estejam enfrentando qualquer doença febril aguda como dengue e febre amarela consulte o médico antes de tomar a vacina para evitar quaisquer complicações nos quadros da doença. O mesmo vale para quem já enfrentou a Síndrome de Guillain-Barré, já que nesses casos a doença pode retornar devido à predisposição de alguns casos.

Depois de ver quais as reações colaterais da vacina da gripe você já pode tomar se imunizar sem preocupações, principalmente se fizer parte do grupo de riscos. Procure um médico apenas se apresentar sintomas graves, já que os sintomas mais leves são completamente comuns e não apresentam riscos para a saúde.

Confira os medicamentos para gripes e resfriados aqui na Farmadelivery!